As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
11/07/2018
GEF Mar fomenta participacao social da Resex Canavieiras

GEF Mar fomenta participação social da Resex Canavieiras
11 de Julho de 2018, 17h14

Com apoio que recebe do Projeto Áreas Marinhas e Costeiras Protegidas desde 2015, a Resex de Canavieiras tem avançado em seus objetivos de conservação com maior participação social e novas parcerias.

Dona Maria da Conceição Cardoso, de 60 anos, mais conhecida como Maria do Caranguejo, é uma das mulheres pescadoras diretamente beneficiadas pela criação da Reserva Extrativista (Resex) de Canavieiras há doze anos, no sul da Bahia. Em sua fala simples, ela resume a Resex "é mãe, é filha, uma família!", enfatizando que por lá "todo mundo se ajuda". O fazer junto que caracteriza o trabalho de famílias e comunidades extrativistas é a essência também de sua gestão. Graças ao apoio que recebe do Projeto Áreas Marinhas e Costeiras Protegidas (GEF Mar) desde 2015, a Resex de Canavieiras tem avançado em seus objetivos de conservação com maior participação social e novas parcerias.

De acordo com a analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e chefe substituta da Resex de Canavieiras, Ana Flávia Ceregatti Zingra, o GEF Mar possibilitou à unidade de conservação desenvolver suas ferramentas de gestão, como o Acordo de Gestão - documento que contém as regras de uso e ocupação da área construídas pela população beneficiária juntamente com o ICMBio.

Hoje, mil e novecentas famílias são oficialmente reconhecidas como beneficiárias da Resex de Canavieiras, o que garante o direito de viver e produzir no território e acesso a benefícios do Programa Nacional de Reforma Agrária. Outras 500 famílias devem ser incluídas na lista oficial de beneficiários após finalização de procedimentos em andamento na Resex.

O fortalecimento da Associação Mãe dos Extrativistas (AMEX) é outra frente que conta com apoio do GEF Mar, em um projeto que inclui atividades de articulação política, formação de jovens líderes e aquisição de equipamentos para incrementar a produção de óleo de coco.

Organizadas e empoderadas, pescadoras e marisqueiras da Resex de Canavieiras estão conectadas à Rede de Mulheres das Comunidades Extrativistas do sul Bahia. Foram elas as responsáveis pela onda rosa que invadiu as comemorações pelos doze anos da Resex, no mês de junho, com a realização do 1o Seminário de Inclusão Produtiva para Mulheres. O evento foi um dos resultados do projeto de capacitação em processos da pesca financiado pelo Ministério do Meio Ambiente e reuniu cerca de 500 pessoas, com apoio da equipe de gestão da Resex e do GEF Mar.

"A Resex de Canavieiras está mostrando a que veio com as atividades de proteção, gestão e pesquisa realizadas com apoio do Projeto GEF Mar. Ganhamos visibilidade no território e com isso atraímos potenciais parceiros para realizar novos projetos científicos, socioambientais e culturais." conta Ana Flávia.

A recém-formada Rede de Pesquisa da Resex é mais um exemplo dessa dinâmica e busca sinergia entre ações para aumentar o grau de conhecimento sobre o estado de conservação da biodiversidade da unidade. Ela é parte da estratégia de implementação do programa de pesquisa e monitoramento da unidade e reúne integrantes do conselho como o Instituto Ecotuba - pioneiro no monitoramento do caranguejo-uçá na Resex, e pesquisadores de instituições como: Conservação Internacional, Universidade de Estadual de Santa Cruz, Universidade Federal do Sul da Bahia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade Federal do Espirito Santo e Instituto Federal da Bahia.

*Texto do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio).

http://www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/20-geral/9767-gef-mar-f...