As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

SECOM-MT (www.secom.mt.gov.br)
21/03/2007
Unemat em Alta Floresta implanta Herbario da Amazonia Meridional

O campus da Unemat em Alta Floresta cadastrou este mês o Herbário da Amazônia Meridional junto à rede de herbários brasileiros e, com isso, recebe pesquisadores de várias partes do Brasil e do mundo para estudar a flora da região.

O Herbário da Amazônia Meridional (Herbam) possui cerca de 900 espécies da flora da região e está sob a coordenação da professora Célia Regina Soares Araújo, que atua junto ao projeto Flora Cristalino.

As atividades do Herbam contam com o apoio da Fundação Ecológica Cristalino, que possui um protocolo de intenções com a Unemat para do desenvolvimento de pesquisas dentro do Parque do Cristalino e com o apoio de especialistas como o professor Germano Guarin Neto (UFMT) e do doutor William Williken do Royal Botanic Gardens KEW, que inclusive está na região desenvolvendo trabalhos de pesquisa.

O coordenador do campus de Alta Floresta, professor Jesus da Silva Paixão, comemora mais esta conquista da Unemat. Segundo ele, as pesquisas na área de botânica vêm sendo desenvolvidas há alguns anos e agora elas estão sendo sistematizadas. Essa é mais uma contribuição da Unemat em Alta Floresta para o conhecimento científico a respeito da Amazônia e do Mato Grosso.

Esse é o segundo herbário que a Unemat implanta em seus campi. O primeiro está no campus de Nova Xavantina, na região do Araguaia.