Prefeitura do Rio faz operação em terreno dentro de parque que foi posto "à venda" em site

((o))eco - http://www.oeco.org.br/ - 29/07/2020
A Secretaria Municipal de Meio Ambiente do Rio de Janeiro destruiu nesta quarta-feira (29) cercas e portão que isolavam um lote para futura construção dentro do Parque Natural Municipal de Grumari, na Zona Oeste do Rio. O terreno havia sido colocado à venda num site, por R$ 130 mil. O anúncio já saiu do ar.

A operação deflagrada nesta quarta-feira contou com a participação de 20 agentes da Polícia Militar, Guarda Municipal, Patrulha Ambiental e Comlurb. Não havia ninguém no local, que a partir de agora será fiscalizada diariamente pela Patrulha Ambiental.

A Prefeitura anunciou que irá reflorestar a área com mudas de espécies da Mata Atlântica.

"Retiramos o portão e as cercas, colocamos uma placa nossa. Vamos fazer o replantio no local. Na praia retiramos algumas estacas que delimitavam vagas "particulares". Retiramos também um carro abandonado que tinha sido queimado e estava em uma rua", disse Bernardo Egas, Secretário Municipal de Meio Ambiente, que liderou a operação conjunta de hoje.

Histórico

O imbróglio envolvendo o terreno começou em 3 de abril, quando uma autorização assinada por José Fernando de Souza Mota Júnior, titular da Diretoria de Arborização Parques e Jardins (FPJ), permitiu a remoção de 13 árvores da Mata Atlântica nativa no lote, que fica na Estrada do Grumari número 18, sem medida compensatória. A informação foi divulgada pelo jornal "O Globo". Na ocasião, a FPJ justificou a autorização a suposta "doença" nos vegetais, o que não foi comprovado.

No dia 16 do mesmo mês, o Instituto Estadual do Ambiental (Inea) autuou a responsável pelo local, Angela Silva dos Santos, que não estava presente, por dano direto à Unidade de Conservação. No local foram encontradas derrubadas as seguintes espécies nativas da Mata Atlântica acurácia, carrapeta, gonçalo-alves, jacarandá-mimoso, pau-d'alho e pau-jacaré. A Secretaria de Meio Ambiente fez então uma inspeção e detectou a irregularidade do ato da FPJ. Além de estar dentro do parque, o lote integra a Área de Proteção Ambiental (APA) de Grumari e no entorno do Parque Estadual da Pedra Branca.

https://www.oeco.org.br/noticias/prefeitura-do-rio-faz-operacao-em-terreno-dentro-de-parque-que-foi-posto-a-venda-em-site/
Política Socioambiental

Unidades de Conservação relacionadas

  • UC Pedra Branca (PES)
  •  

    As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.